Gestão de inventários "for dummies"

Como já tive oportunidade de explicar em publicações anteriores e, apesar de, em termos contabilísticos, o stock ser considerado um ativo idealmente uma empresa deve funcionar com o menor stock possível.

O stock é na realidade "dinheiro parado" e acarreta custos, muitos deles "ocultos" que faz com que seja mais difícil identificá-los e avaliar o seu impacto.


Assegurar uma correta e eficaz gestão de stock não é tarefa fácil e sem muitos dos recursos tecnológicos disponíveis na maioria dos CAMV pode ser um desafio ainda maior. Leia este pequeno artigo para identificar 3 pontos cruciais e uma dica prática para o ajudar a melhorar a sua gestão de stock:

1- Definir processos e responsabilidades: Estabeleça um método. Defina rotinas de verificação e atribua responsabilidades

2- Planeie melhor: tenha em conta vendas passadas, previsão de crescimento e sazonalidade

3- Registo adequado: Registe os artigos assim que são recebidos e identifique corretamente cada artigo.





Dica do dia:

No 2ª ponto- Planeie melhor- uma estratégia interessante para aferir qual é o seu stock mínimo de forma simplista mas fácil de implementar é a estratégia "red-dot". Isto vai ajudá-lo a planear melhor as suas encomendas:


Passo1: Cole uma pequena etiqueta colorida e de forma visível em todos os artigos que tem no seu inventário/stock atualmente

Passo2: Após um mês verifique quantas etiquetas ainda tem.


Se a quantidade de artigos etiquetados for muito grande deve diminuir as quantidades compradas (a não ser que condições comercias sejam muito vantajosas) se não existirem nenhumas etiquetas deverá aumentar quantidades de modo a evitar ruturas (perdas de eficácia e de vendas) e o número de encomendas (custos com mão de obra).



17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo